26 outubro 2013

Resenha | Jardim de Inverno - Kristin Hannah

 Salve galera!! Como vocês já sabem, fui convidada a ser colunista do blog "Vícios em páginas". Esta é a minha resenha postada  originalmente por mim lá no blog. Vamos conferir?

 

Nome: Jardim de Inverno
Autor: Kristin Hannah
Tipo: Livro
Páginas: 416
Editora: Novo Conceito
Sinopse:

Meredith e Nina Whiston são tão diferentes quanto duas irmãs podem ser. Uma ficou em casa para cuidar dos filhos e da família. A outra seguiu seus sonhos e viajou o mundo para tornar-se uma fotojornalista famosa. No entanto, com a doença de seu amado pai, as irmãs encontram-se novamente, agora ao lado de sua fria mãe, Anya, que, mesmo nesta situação, não consegue oferecer qualquer conforto às filhas. A verdade é que Anya tem um motivo muito forte para ser assim distante: uma comovente história de amor que se estende por mais de 65 anos entre a gelada Leningrado da Segunda Guerra e o não menos frio Alasca. Para cumprir uma promessa ao pai em seu leito de morte, as irmãs Whiston deverão se esforçar e fazer com que a mãe lhes conte esta extraordinária história. Meredith e Nina vão, finalmente, conhecer o passado secreto de sua mãe e descobrir uma verdade tão terrível que abalará o alicerce de sua família… E mudará tudo o que elas pensam que são. “Difícil não rir um tanto e chorar ainda mais com a história de mãe e filhas que se descobrem no último momento.” – Publishers Weekly A história que sua mãe conta é como nenhuma outra já ouvida por elas antes — uma história de amor cativante e misteriosa que dura mais de sessenta anos e parte da Leningrad congelada e devastada pela guerra até o Alasca, nos dias atuais. A obessão de Nina por esconder a verdade as levará a uma inesperada jornada ao passado de sua mãe, onde descobrirão um segredo tão chocante, que abala a estrutura da família e muda quem elas acreditam ser.



Opinião:


Jardim de inverno para mim foi tipo de livro irritante e apaixonante, afinal, repudio livros que me emocionam.
 Maredith e Nina são duas irmãs marcadas pela apatia familiar de sua mãe Anya, cujo contato mais afetivo com suas filhas eram as noites em que contava fábulas às pequenas. Evan é o pai dedicado e amoroso que consola as filhas e compreende o mundo suspenso em que sua esposa vive.
 Anos se passam e Maredith e Nina tornam-se tão díspar quanto possível ser. Em seu leito moribundo único pedido de Evan a sua filha abre as portas do mundo de emoções por trás de Jardim de Inverno, nos deixando descobrir o porquê da cega apatia de Anya.
 Em vários momentos, amamos e odiamos personagens em quanto vagamos impacientes por suas memorias.
 É difícil falar das coisas que tocam mais o emocional e por um motivo particular, Jardim de Inverno abalou as linhas tênues que me separam do mundo sentimental familiar, ocasionando litros de lagrimas e crises de indignação além de algumas manchinhas nas páginas – desculpa Nai.
 Não quero cometer spoilers apesar de a tentação ser grande. Mencionar trechos dos livros é como abrir um diário secreto e espalhar o seu conteúdo.
 Enfim, é uma história para nos dá noites perdidas e pensamentos aleatórios. Surpreendente, emocionante, envolvente... Incomparável...

Jardim de Inverno, Beijo Dourado..

Beijos, Milla Almeida.

2 comentários:

  1. Que vontade de ler esse livro!
    Amei a capa e o nome também me chamou muito a atenção. Pretendo ler logo, logo.

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia mesmo Ana, o que posso dizer... É marcante. Sempre me pego o adimirando na estante.
      Beijos.

      Excluir