08 fevereiro 2014

Resenha | O Mundo Pelos olhos de Bob, James Bowen


Sinopse: Depois de um passado difícil, James foi adotado pelo gato Bob. Agora os dois têm um emprego de verdade (são vendedores ambulantes de revistas) e se tornaram personalidades conhecidas em toda Londres. Bob tem muitos admiradores, que passam todos os dias para vê-lo – alguns deles trazem cachecóis de lã para ajudá-lo a enfrentar os dias mais gelados. Entre truques adoráveis e manhãs de puro mau humor, Bob e James se tornam cada vez mais inseparáveis. Por trás da divertida história de um homem às voltas com seu animal de estimação, o segundo livro de James Bowen fala sobre amizade, ¬ delidade e esperança. Bob se torna a chave que traz James de volta ao mundo, a motivação que faltava para sua decisiva volta por cima. Impossível terminar de ler O mundo pelos olhos de Bob sem querer abraçar seu pet – ou adotar um! Apaixone-se...

 Salve galera!! Como vocês já sabem, fui convidada a ser colunista do blog "Vícios em páginas". Esta é a minha resenha postada  originalmente por mim lá no blog. Vamos conferir?






Autor: James Bowen
Editora: Novo Conceito
Paginas: 224
Tipo: Livro

Resenha: 


   Eu não costumo gostar deste gênero em particular, mas, não há como negar que a amizade do James e o cativante Bob me envolveu gentilmente num abraço e tomou-me para si. Jamais tive vontade de ler esse livro e até o imaginava de maneira fútil, no entanto, fui surpreendida ao recebê-lo.
   Este é o segundo livro do autor, não tive o prazer de ler o primeiro ainda, mas estou certa de que em nada influenciou porque o amei da mesma maneira. Neste Bob ensina ao James a ver o mundo de uma forma menos singular. Em suas aventuras cotidianas James vai aprendendo a desapegar-se e apreciar o mundo por trás do mundo, a ter esperança.
" (...) Durante muito tempo, achei difícil encontrar muita alegria na vida, e ele me ensinou a ser feliz novamente. Mesmo os menores e mais bobos momentos que dividimos juntos são capazes de estampar um sorriso instantâneo em meu rosto. " - Pág.: 140
  James carrega um, passado lúgubre: foi morador de rua, usuário de drogas, ignorado pela sociedade como muitos até encontrar o Bob, ou melhor, nas palavras do mesmo, até o Bob escolhe-lo.
  Eu tinha certa convicção de que se tratava de um livro ficcional, pois o titulo me sugeria isso. Ficava imaginando uma comparação ametódica da condição humana com a visão de um felino e o mais importante, eu acreditava que o gato contava a história.
  É um romance emocionante e desigual - normalmente as pessoas preferem falar de seus cães – onde o autor nos revela mais sobre o seu passado, dificuldades, fala sobre seu presente além de contar as travessuras de Bob que o inspira a continuar a cada dia. A narrativa é corriqueira, leitura rápida e os capítulos estabelecem tópicos sobre curiosidades do dia-a-dia deles.

  Quem me conhece sabe que sou apaixonada por animais e tenho quatro gatos muito levados e dengosos o que me deixou ainda mais fascinada por Bob e todo o seu carisma inigualável.


  Enfim, é impossível não sucumbi a fofura de Bob e a inspiradora vida e amizade de Brwen e seu amigo. Uma ótima leitura para um dia tranquilo e garantia de muitos risos.

  




   Beijos, Milla Almeida.

6 comentários:

  1. Li esse livro. É ótimo! A resenha ficou muito boa!

    meupedepagina.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oie Milla!
    EU gosto muito de animais, mas estou meio temerosa em ler esses livros pelo fato de não curti muito histórias tãaao ligadas a animais, sei que parece ser um livro bem emocionante e cativante, mas ainda fico com o pé atrás! hehehe Que bom que você curtiu a leitura flor!
    essa capa é linda!!!

    Beijos!

    http://meudiariojk.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também adoro essa capa! Não tenha medo de ler, você vai se apaixonar.

      Excluir
  3. Comprei "Um gato de rua chamado Bob", mas ainda não li, estou com uma expectativa muito grande, ainda mais depois da sua resenha. Adorei.

    Beijos

    http://minhas-serendipidades.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O primeiro livro eu ainda não li mas, tenho certeza de que é tão bom quanto o segundo. Depois me conta ;)
      Beijos.

      Excluir