22 abril 2014

Resenha | Seis Coisas Impossíveis, Fiona Wood

Seis Coisas Impossíveis
Sinopse: Dan Cereill levou um encontrão da vida: seu pai faliu, assumiu que é gay e separou-se de sua mãe, tudo de uma vez só. Enquanto isso, sua mãe recebeu de herança uma casa tombada pelo patrimônio histórico que cheira a xixi de cachorro, mas que não pode ser reformada... E, agora, Dan está vivendo em uma casa-relíquia que parece um chiqueiro, com uma mãe supertriste e sem conseguir falar com o pai — que ele ama muito. Suas únicas distrações são sua vizinha perfeita, Estelle, e uma lista de coisas impossíveis de fazer, como: 1. Beijar a garota. 2. Arrumar um emprego. 3. Dar uma animada na mãe. 4. Tentar não ser um nerd completo. 5. Falar com o pai quando ele liga. 6. Descobrir como ser bom e não sair abandonando os outros por aí... Mas impossível mesmo será: 1. Não torcer para que Dan supere seus problemas. 2. Não rir muito com os devaneios dele. 3. Não querer ter um cachorrinho como Howard. 4. Não desejar que a mãe de Dan encontre a felicidade. 5. Parar de ler este livro. 6. Não querer abraçar o livro depois de tê-lo terminado...
Autor: Fiona Wood
Editora: Novo Conceito
Páginas: 272
Tipo: Livro


Minha Opinião:

 Dan Cereill ver-se em um momento - único -  de sua vida, cercado por realidades das quais jamais pensou: Os negócios do seu pai faliu, ele revela-se gay e esta deixando a família. Esses Infortúnios que o atingem de uma vez só muda completamente a vida e rotina de Dan e sua mãe que agora terá de abrir um negócio próprio para tentar suster ambos.

 Em todas as mudanças possíveis - casa, escola, bairro - Dan que sempre teve mania de listar as coisas em um incomum Top Six, faz uma lista das seis coisas que ele terá de fazer/evitar nesta nova vida. 

 Este não foi o primeiro livro que li com um personagem adolescente de gênero masculino mas me surpreendi por descobrir a visão, ambições e preocupações que um garoto também pode possuir. Estava acostumada a livros cuja visão feminina sempre nos apresenta dois tipos de garotos: Os bad boys conquistadores e os príncipes românticos e nenhum deles tem preocupações "sociais" como as garotas. Seis coisas impossíveis "humaniza" este lado masculino uma vez que Cereill também deseja conquistar uma garota e não ser um loser na sala, não busca a popularidade mas, a interação já que está em uma escola completamente diferente da habitual.


 No início eu tinha baixas expectativas com o livro já que as seis coisas impossíveis estão legivelmente escritas no fundo do livro e tudo que precisávamos saber sobre as dificuldades e planos do personagem estavam ali, tão fáceis de descobrir. Para minha surpresa, contrário ao que nos sugere o título, o livro não se trata de descobrir quais são essas coisas mas descobrir e entender como Cereill irá superar cada infortúnio que o atormenta,

 Enfim, é impossível não se apaixonar pelo personagem ou por toda a sua história. carismático, pragmático e puritano sucumbimos aos desafios de Den em sua realidade enlouquecedora e engraçada. Um livro perfeito para te matar de vergonha alheia.



Beijos, Milla Almeida.

2 comentários:

  1. O Dan é apaixonante, gostei muito desse livro, super fofo <33
    Beijos.
    http://www.vicioempaginas.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Super, super, fofo Polli.
      Beijos, obrigada pela visita.

      Excluir