18 maio 2014

Resenha | De Volta aos Quinze


Sinopse: "Anita tem 30 anos e sua vida é muito diferente do que ela sonhou para si. Um dia, ao encontrar seu primeiro blog, escrito quando tinha 15 anos, algo inusitado acontece e tudo ao seu redor se transforma de repente. Com cabeça de adulto e corpo de adolescente, ela se vê novamente vivendo as aventuras de uma das épocas mais intensas da vida de qualquer pessoa: o ensino médio. Ao procurar modificar acontecimentos, ela começa a perceber que as consequências de suas atitudes nem sempre são como ela imagina, o que pode ser bem complicado. Em meio a amores impossíveis, amizades desfeitas e atritos familiares, Anita tentará escrever seu próprio final feliz em uma página misteriosa na internet."

De Volta aos Quinze



Autora: Bruna Vieira
Editora: Gutemberg
Páginas: 224
Tipo: Livro

Opinião:

Anita se tornou uma adulta complicada: Tem um emprego que não lhe satisfaz, uma vida solitária e a família lhe considera uma louca além de está insatisfeita com sua ela mesma sempre. Ela mora em São Paulo, longe da família  e volta a Minas Gerais para o casamento de sua irmã mas, após um grande desentendimento no auge da festa Anita irá viver uma experiência inenarrável voltando no tempo.

 Demora para Anita perceber que cada viagem - indesejada - no tempo altera sua realidade no presente criando um efeito dominó irreversível, tão perigoso quanto falar sobre a experiência de viagem é tentar alterá-la de alguma maneira o que ocasiona muitas perdas significativas na história de sua vida. O verdadeiro desespero da personagem acontece quando ela perceber que está a ponto de perder o Henrique, amor de sua vida e seu melhor amigo, por jamais ter notado o quanto ele a amava e vice-versa.

 Sempre tive receio de ler os livros da Buna, sempre a vi como um "personagem real" muito próximo do leitor além de nunca tê-la visto como A Escritora de Depois dos Quinze mas sempre como A menina do blog, logo ler De Volta Aos Quinze me fez sentir parte da realidade da personagem porque eu conhecia realmente cada lugar que ela falava, cada musica e já compartilhei de alguns pensamentos.

 A autora aproveita em muitos momentos para compartilhar alguns pensamentos e ideais que acredito serem próprios e envolventes que chegam a soar como um conselho de amiga para amiga. O que seria de um livro se não carregasse um pouquinho do autor consigo?

 Por alguns instantes achei que aconteceria um triângulo amoroso para deixar as coisas ainda mais complicadas mas, me enganei. Apesar de ter enlouquecido com a história e está verdadeiramente surpresa com a autora em particular, quase surtei de raiva com a finalização do livro e acabei listando algumas formas que me agradariam mais ou que eu imaginei durante a leitura:


Possibilidade I: "Eu queria aproveitar aquele momento o máximo possível. Era a cena de filme que sempre sonhei acontecer: a cidade perfeita, o cara perfeito, o trabalho - mesmo temporário - perfeito e a trilha sonora perfeita.
 Tenho mais alguns dias aqui em Paris então, quero ficar o mais longe possível do computador e mantê-lo desligado de preferencia, não sei como nem o porquê de aquelas coisas estarem acontecendo ou se vão acontecer novamente mas, quero está preparada, já entendi o quanto pode ser perigoso."


Possibilidade II: "Mantive o computador desligado. Não quero que nada daquilo aconteça. Até agora já perdi meu emprego, melhor amiga, minha prima me odeia e por pouco não perdi também o amor da minha vida na próxima, posso acabar condenando minha própria existência, quem sabe?
 Ainda tem muitas pontas soltas a serem atadas mas, agora só quero me preocupar com a próxima vez que verei o Henrique novamente."

Possibilidade III: "Cheguei em casa com o pensamento exausto. Quantas vezes eu repeti aquele momento em minha mente? Tomei um longo banho, vesti o roupão e logo estava sentada a frente do computador buscando por Henrique mais uma vez, queria lhe dizer o quanto aquele momento foi maravilhoso.
 Abri a página do facebook e antes que eu pudesse terminar de digitar minha senha tudo se fechou em minha frente. Uma nova janela do navegador foi aberta e se auto digitava o endereço do meu antigo blog, logo foi tomada por aquela sensação novamente, fechei os olhos de frustração... Droga. Lá estava eu no meu quarto novamente e não pude evitar o calafrio que sentir por temor. Dessa vez eu não podia fazer nada errado."

 Ok, ok. Desejos de um leitor a parte outra coisa que me incomodou bastante foia  imaturidade da personagem a pesar de ela ter 30 anos e seu temperamento depressivo, entretanto, pretendo comprar o primeiro livro e todas as continuações que saírem, estou muito entusiasmada com tudo. Li e recomendo.


Beijos, Milla Almeida.


4 comentários:

  1. Ainda não li os livros dessa autora, mas vejo bastante gente falando bem desse livro, especificamente. Fiquei com um pouco de vontade de lê-lo.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de Maio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Devo confessar que eu não dava muito credito a leitura quando conheci a obra e hoje estou apaixonada. Espero que possa ler em breve.
      Beijos.

      Excluir
  2. Não li e nem sei se leria, mas só leio comentários positivos sobre ele rsrs.
    Beijos,
    Renata.
    viciadas-em-livros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahh Renata LEIA e comece pelo primeiro livro se poder. Eu comprei o segundo porque não encontrei o primeiro e da mesma forma adorei.
      Beijos.

      Excluir