10 maio 2014

Resenha | Então, conheci minha irmã


Sinopse: ummer Stetson não conheceu sua irmã. Sua mãe engravidou dela assim que Shannon morreu, aos 17 anos, em um terrível acidente de carro, que se chocou com uma árvore. Ao longo de sua vida, Summer acostumou-se a assistir seus pais repetirem o quanto a irmã era perfeita, amada e boa filha, e por isso sempre acreditou que fosse uma decepção para eles. Ao fazer 17 anos, recebe da tia de presente o diário que Shannon escrevia até o dia de sua morte. Ao ler aquelas páginas para saber mais sobre a irmã, acaba descobrindo alguns segredos, e a cada revelação, sobre a família e sobre si mesma, entende que a verdade pode ser, por vezes, dolorosa, mas nunca deixará de ser libertadora.


A morte as separou, um diário as uniu.
Autor: Christine Hurley Deriso
Editora: Gutenberg
Páginas: 240
Tipo: Livro






Resenha:

 Minha lista de livros emocionantes tem aumentado consideravelmente. Depois que aprendi a não escolher um livro pela capa, sempre - uma vez no nunca - leio muito mais que a sinopse o que me custa horas bem gastas nestas escolhas.

 Summer é filha única mas, inusitadamente sempre viveu a sombra de sua irmã Shannon a garota perfeita que ela só conheceu por fotos. Antes de iniciar o seu ultimo ano no ensino médio Shannon sofreu um acidente de carro e morreu o que devastou os sentimentos e a vida de toda a sua família e amigos. Meses depois a morte da irmã Summer nasceu, esta que vinha para salvar as esperanças já esgotadas de sua mãe.

 O que me atraiu neste livro foi, acima de tudo, seu título confuso e instigante além é claro da sinopse marcante. Summer em nada se parece com a falecida irmã mais velha cujo nome é intocado e sua histórias apenas contadas pelos retratos na parede que nada mais faziam além de exibir para Summer uma perfeição que ela jamais teria. Mas, tudo se confunde no momento em que sua tia a presenteia com o diário de Shennon onde ela irá não só conhecer sua irmã "de verdade" como estará dentro da mente dela.

 Durante a leitura levantei vários questionamentos retóricos do tipo: Como as pessoas se tornam santas, depois que morrem? Por que não sentimos saudades de quem nunca conhecemos ou lembramos mesmo que esta pessoa seja tão próxima quanto uma irmã ou mãe? Toda a história não tem seu eixo direcionado exclusivamente para Summer e o diário, ele fala das ligações afetivas da personagem com seus pais e de verdades que jamais foram ditas.

 Enfim, eu tinha mil coisas para falar sobre o livro mas não quero acabar dando pequenos - ou grandes - spoilers. O verdadeiro sentimento e expectativa do livro acontece na leitura de cada página do diário de Shennon e como cada uma delas irá se refletir na vida da Summer e sua família. É uma história que despensa apresentações pois fala por si só, com total efeito catártico e emocionante.



 Beijos, Milla Almeida.



Comentários:

8 comentários:

  1. Achei bem interessante a premissa desse livro e acho que leria. Gostei bastante da sua resenha.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de Maio

    ResponderExcluir
  2. Mila só pela sinopse desse livro já gostei dele, sua resenha ta perfeita !! Beijos.
    http://www.vicioempaginas.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Polly.
      Acredita que quando o comprei a primeira pessoa que eu pensei foi vc? Tinha ido comprar um da Jojo que tbm são a sua cara e acabei levando esse.
      Beijos, obrigada.

      Excluir
  3. Oi Milla!
    Eu já estava com vontade de ler esse livro, e a sua resenha só fez a vontade aumentar ainda mais!! rs ~~<3

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Ana, estava sentindo Sua falta por aqui.
      Beijos.

      Excluir
  4. Oi Milla!

    Adorei a história desse livro! Adoro tudo que envolve diários e essa com certeza é uma boa pedida. Sem falar na capa que é liiiiinda, né!

    Beijos,

    http://viciadas-em-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também me apaixonei pela capa!!!! E adoro diários. rs
      Beijos, obrigada pela visita.

      Excluir