12 maio 2014

Resenha | Teardrop, Lauren Kate


Sinopse: Depois de perder a mãe em um acidente no mar, Eureka acha que nunca mais voltará a sorrir. E a promessa que fez à mãe – a de nunca mais chorar – se torna quase impossível… até conhecer Ander. Louro, alto e de pele muito branca, o rapaz parece estar em todos os lugares e saber coisas que não deveria sobre Eureka. Inclusive um estranho segredo relacionado às suas lágrimas e aos três artefatos que herdou da mãe: uma carta, uma pedra e um misterioso livro que conta a história de uma menina com o coração partido. Ela chorou tanto que deixou debaixo d´água um continente inteiro. Logo Eureka vai descobrir que a antiga lenda é mais que uma história, que Ander pode estar dizendo a verdade e que sua vida pode ter um curso mais sombrio do que ela imaginou.


 Salve galera!! Como vocês já sabem, fui convidada a ser colunista do blog "Vícios em páginas". Esta é a minha resenha postada  originalmente por mim lá no blog. Vamos conferir?



Autor: Lauren Kate
Editora: Galera
Páginas: 336
Tipo: Livro

Resenha

 É proibido chorar mas, como assim? O diferencial peculiar da história logo nos atrai e atiça a imaginação. Conhecemos então Eureka - um nome terrível para uma adolescente problemática - que perde sua mãe em um "acidente" e anos antes foi aconselhada pela mesma a não chorar.


 Teardrop surge com altas expectativas já que vem sob a sombra de fama de Fallen, série escrita anteriormente pela autora. Esgueirando-se então nesta fama trás consigo também uma porção igual de responsabilidade, sendo assim, a autora mantém a característica da escrita o que nos fornece um ápice de esperança.

 Eu sei que o primeiro livro de uma série não passa de pré-eliminares para o que realmente está por vir mas, Eureka muito deixou a  desejar. A personalidade de Eureka é uma das mais batidas em livros do gênero o que não me surpreendeu muito. Todo ar depressivo, incompreendido com amigos fieis, um possível triangulo amoroso e a atração por um desconhecido muito me lembrou Ever Bloom da série Os Imortais.

 A ideia do livro foi maravilhosa porém, os personagens foram mal desenvolvidos. Ander, o garoto misterioso e estranhamente onisciente ao que se refere a Eureka voltou a rebater na mesma repetitiva ideia do amante lindo, perseguidor e misterioso. Encontramos algo semelhante em muitos livros ou séries como Elixir, Diários do Vampiro, Os Imortais, Estilhaça-me, etc. Tudo isso diminuiu muito minhas expectativas, odeio livros que me lembram livros dos quais não apreciei tanto mas, Brooks - amigo de Eureka - estava presente para amenizar toda essa sensação nostálgica.

 O livro é narrado me terceira pessoa e a autora  o enriquece com detalhes excessivos e desnecessários tornando a leitura muito tediosa e cansativa.

 Contudo, a capa é realmente atrativa, bela e instigante e a história nada tem haver com Fallen - realmente pensei que a autora fosse ficar fazendo qualquer referencia a série anterior - o que foi de grande alivio. Não gosto de leitura de séries, prefiro livros independentes mas, desejo continuar a leitura desta pois tenho o desejo de ser surpreendida como em Fallen.


Beijos, Milla Almeida.



Comentários:

4 comentários:

  1. Confesso que a premissa da obra não me agradou muito. Acho que não leria. Mas, quem sabe, eu dê uma oportunidade.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de Maio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho visto muitas pessoas reclamarem desde livro mas, quem sabe você não gosta?! Não esqueça de me contar ;)

      Beijos.

      Excluir
  2. Acho que não leria, não gosto da forma como a Lauren escreve.

    http://gotasdecaffe.blogspot.com.br/
    https://www.facebook.com/HimitsuBlog?ref=hl

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A característica da escrita da Lauren é bem comentada. Mas, quem sabe você não gosta? Experimente.

      Beijos, Obrigada pela visita!

      Excluir