17 junho 2014

Resenha | Kardec, Carlos Ferreira, Rodrigo Rosa

Sinopse: FICÇÃO BIOGRÁFICA MOSTRA A VIDA DE KARDEC E A GÊNESE DO ESPIRITISMO Com prefácio de Marcel Souto Maior, autor do livro “As vidas de Chico Xavier”, da editora LeYa Brasil, Kardec é uma ficção histórica em quadrinhos. A obra transporta o leitor para a França do século XIX, onde as ideias metafísicas borbulhavam, e acompanha Hippolyte Léon Denizard Rivail durante sua busca por respostas sobre a existência humana. O livro acompanha a investigação de Rival, então pedagogo e estudioso do eletromagnetismo, dos fenômenos sobrenaturais, vividos nas reuniões de “mesas girantes”, em que objetos inexplicavelmente se moviam até tornar-se Allan Kardec, o codificador do espiritismo, psicógrafo e principal divulgador da doutrina do espiritismo. Conheça onde tudo começou.

Autor: Carlos Ferreira, Rodrigo Rosa
Editora: Barba Negra
Páginas: 144
Tipo: Livro


Minha Opinião:

 Eu jamais havia ouvido esta palavra "Kardec" e muito menos compreendia o seu significado, comprei o livro em uma pequena feira de livros que esteve no shopping da minha cidade apenas pela sua capa ser quase completamente negra e algumas páginas já que, depois da minha experiência com Bendito/Maldito, achei que procurar livros com esta característica pudesse vir a me agradar mais.

 Acompanhamos na história o Professor Rivail que é convidado por um amigo a prestigiar um espetáculo que chamam de "Mesas Girantes" que impressiona e causa comentários entre as pessoas na época. Não há muito o que se falar sobre o livro, ele é breve e detalhado em quadrinhos. Para leigos - como eu -ele não desperta nenhum sentimento ou reação que venha a ser extraordinária e impressiona pelas ilustrações, me senti contemplando desenhos feitos a carvão e por vezes me fez lembrar o filme O Ilusionista.



  Por abordar claramente o espiritismo o livro cria a principio um pequeno suspense e a expectativa sobre crer ou não na existência do que é abordado. Como já foi dito, a leitura é rápida e pode ser feita em alguns minutos já que há mais para olhar do que ler.

 Kardec encanta pelo diferente designer, cores e linguagem de HQ mas, deixa a desejar quanto a explicações mais claras sobre a história e tema.


Beijos, Milla Almeida.




Comente com o Facebook

6 comentários:

  1. Poxa, é uma pena que as explicações ficaram de lado. :(
    Mas a diagramação realmente ficou MUITO linda.

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  2. A diagramação ficou linda e achei a ideia bem interessante de transformar a história em HQ. Acho que leria.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de junho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O diferencial atrativo do livro é realmente o HQ. Lindo não?
      Beijos

      Excluir
  3. Não curto livros desse gênero, e não sabia que esse livro era em quadrinhos, já tinha ouvido falar nele.
    Beijos,
    Renata.
    viciadas-em-livros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que pena Renata mas, apesar das poucas explicações ele é bem interessante.
      Beijos.

      Excluir