29 junho 2014

A Seleção - trilogia, Kiera Cass

Autor: Kiera Cass
Editora: Seguinte
Páginas: A Seleção 368 ; A Elite 360 ; A Escolha 352 ; Contos da Seleção 264 ;


Minha Opinião:

 Assim que o primeiro livro da série saiu deparei-me com um alvoroço incomum e fans e críticos emergindo quase tão subitamente quanto um ataque do coração e isso só podia significar uma coisa para mim: Insegurança total. A prévia do livro me pareceu bem peculiar como a repetição de algo que eu já conhecia ou já tonha ouvido e toda a conversa sobre reino, príncipe, plebeias e coroa me fez imaginar um livro com um cenário antiquado no meio da Inglaterra antiga, submersa em tirania e caos, enfim, nada me animava.

 Quando em fim conheci a história fiquei muito surpresa e animada. Meu primeiro contato com a história foi a partir da visão do Príncipe Maxon sobre todo o evento e candidatas tão logo o meu triângulo amoroso - Warner, Travis e eu - tornou-se um quadrado maravilhoso.

 No primeiro livro da série vamos conhecer Ilhéa um reino transformado e unificado depois da guerra que acabou com o EUA. Neste reino dividido por castas que vão de 1 à 6 - sendo a 1 a melhor e a 6 a pior das castas - nossa narradora/personagem América nos apresenta sua vida, a vida de uma 5 com sonhos e apaixonada por Aspen, um 6. Como tradição de Ilhéa, o príncipe quando alcança sua maior idade deve escolher uma esposa que é uma das garotas - de qualquer casta - do seu reino e para isso é feita uma Seleção onde as interessadas podem se inscrever para a primeira triagem.

 Como é de se esperar América é uma das selecionadas e vai para o castelo com outras 35 candidatas para conquistar o coração do príncipe. Ué, mas e o Aspen? Haha, essa parte para entender vocês terão que ler mas, posso garantir que ela ainda o ama. Todo o primeiro livro é composto por uma grande expectativa e revira voltas que me fez dar gritinhos de excitação e os demais livros não ficam atrás, estamos sempre alertas a qualquer sinal do resultado da seleção e das preferencias de Maxon ou da América.

 Resolvi fazer uma resenha conjunta para evitar spoilers pequenos e comuns mas é praticamente inevitável. Diferente do que eu imaginava a história é envolvente e por ter um livro "extra" podemos acompanhar trechos da história pela visão dos outros personagens.

 Apesar do triângulo amoroso bem clichê do gênero - e de eu ir diminuindo o número de estrelas do primeiro para o ultimo livro - eu recomendo sim para qualquer pessoa e afirmo que vai amar.






  Beijos, Milla Almeida.




Comente com o Facebook:

Um comentário:

  1. Já ouvi falar muito dessas trilogias, ainda não li, mas já vi vários comentários sobre e estou muito ansiosa para poder ler ... Gostei da sua resenha.
    Se puder dar uma olhadinha no meu blog que criei apenas a 3 dias.
    Blog Sopa de Letrinhas

    ResponderExcluir