21 setembro 2014

A Garota Que Eu Quero, Markus Zusak

Sinopse: O Rube nunca amou nenhuma delas. Nunca se importou com elas. Nem é preciso dizer que Rube e eu não somos muito parecidos em matéria de mulher. Cameron Wolfe é o caçula de três irmãos, e o mais quieto da família. Não é nada parecido com Steve, o irmão mais velho e astro do futebol, nem com Rube, o do meio, cheio de charme e coragem e que a cada semana está com uma garota nova. Cameron daria tudo para se aproximar de uma garota daquelas, para amá-la e tratá-la bem, e gosta especialmente da mais recente namorada de Rube, Octavia, com suas ideias brilhantes e olhos verde-mar. Cameron e Rube sempre foram leais um com o outro, mas isso é colocado à prova quando Cam se apaixona por Octavia. Mas por que alguém como ela se interessaria por um perdedor como ele? Octavia, porém, sabe que Cameron é mais interessante do que pensa. Talvez ele tenha algo a dizer, e talvez suas palavras mudem tudo: as vitórias, os amores, as derrotas, a família Wolfe e até ele mesmo. 
Autor: Markus Zusak
Editora: Intriseca
Páginas: 176
Tipo: E-book

Este é o segundo livro escolhido para a Maratona Puro Romance.

 É estranho e curioso está na mente de um personagem masculino, principalmente nos pensamentos peculiares e tão sinceros de Cameron. Bem diferente de qualquer um dos seus irmãos - principalmente de Rube, o conquistador das garotas - Cameron sempre esteve solitário com seus pensamentos e desejos até conhecer Octavia, a mais nova namorada do seu irmão. Diferente de todas as outras, Octavia realmente vê Cameron e não o enxerga como um obstáculo mas, como um igual e isso permite que Cam se apaixone por ela mesmo sabendo ser 'proibido'.

 Cameron é um personagem diferente do que eu imaginava o que foi minha primeira surpresa com o livro. Nada diferente do que eu pensei - o puro drama da paixão adolescente e suas problemáticas - o que mais me impressionou foi a sinceridade do personagem o torna real e desconfortavelmente desagradável ao o imaginarmos, fiquei um pouco desapontada com o desenrolar da história e apesar de bem diferente o Cameron me lembrou muito o Colin Singleton de O Teorema Katherine.

 Os sonhos confusos do personagem o tornam mais misterioso embora ele tenha e exponha o profundo conhecimento de quem é e de quem não deseja ser.

"Meu nome é Cameron. Eu sempre disse que queria me afogar dentro de uma
garota, dentro da alma dela, porém nunca cheguei nem perto... mal cheguei sequer a
tocar em uma garota. Não tenho amigos. Vivo à sombra dos meus dois irmãos: um pela
concentração obstinada no sucesso, o outro pelo brilho, sorriso bruto e pela capacidade
de fazer as pessoas gostarem dele. Espero que a minha irmã não venha a ser apenas mais
um naco de carne, desses que um sujeito qualquer pega, para o qual o cara joga algunsdólares e diz: “Compre um batom, mas não vá esquecer a cerveja.” Trabalho com meu
pai nos fins de semana e fico com as mãos sujas e cheias de bolhas. Já aluguei filmes
com cenas de sexo e me masturbei pensando em garotas da escola, modelos, uma ou
duas professoras, garotas de comerciais, garotas de calendários, garotas de programas
de televisão, garotas vestindo uniforme ou terninho, sentadas no metrô, lendo livros
grossos, com o pescoço carregado de perfume e a maquiagem perfeita. Ando muito pela
cidade e, quando o faço, é como se ela fosse a alma do lar. Adoro meu irmão Rube, mas
odeio o que ele faz com as garotas, especialmente quando são garotas de verdade como
você, que deviam saber que não é bom sair com ele, para começo de conversa. Idolatro a
Sra. Wolfe, porque ela nos mantém unidos e trabalha pra cacete. Trabalha mais do que
deveria ter que trabalhar e, um dia, quero fazer alguma coisa genial por ela, como
colocá-la na primeira classe de um avião para ir aonde quiser..."


 Eu esperava mais intensidade na historia pela situação em que o Cameron se encontra mas a verdade é que tudo é aceito com muita naturalidade. O livro é narrado em primeira pessoa, super leve o que da praticidade a leitura mas nos faz saltar algumas páginas pela lentidão da história.



Beijos, Milla Almeida.


9 comentários:

  1. Gosto de livros narrados em primeira pessoa pois permitem conhecer melhor o personagem. Porém, esse livro não consegue me chamar muito a atenção. Não sei se leria, Milla.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de setembro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E eu não sei se indicaria kkkk.
      Beijos.

      Excluir
  2. Não gosto muito desse tipo de livro, este não me interessou muito.

    Adorei o blog! Estou seguindo.

    Ficarei feliz com uma visita sua ao meu blog!
    www.meuslivrosesonhos.blogspot.com.br

    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Leila.
      Irei conferir o seu blog.
      Beijos.

      Excluir
  3. O livro parece ser uma trilogia né? pelo menos vi isso em algum lugar...sempre fico com ele no meu carrinho seja na saraiva ou no sub, mas acabo deixando de lado. Sua resenha me deu mais um animo!

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sabia desse detalhe da trilogia. Mas sinceramente não continuaria a leitura.
      Obrigada pela visita.
      Beijos.

      Excluir
  4. Eu já tive muita vontade de ler esse livro, hoje não tenho mais. Depois de ler várias resenhas desanimei com a leitura "/

    http://nerdicesdeumagarota.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. POis é Andressa, apesar de eu achar um bom livro não fiquei muito satisfeita.
      Beijos.

      Excluir
  5. Esse livro tem cara de ser tão fofo mas ele já me perdeu quando você o comparou com o protagonista do Teorema kkk
    Boa resenha
    Estou seguindo ok?

    http://penelopeetelemaco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir