28 julho 2015

RÉQUIEM, LAUREN OLIVER

#MLI2015
SinopseNo desfecho da trilogia em que o amor é considerado uma doença, Lena é um importante membro da resistência contra o governo. Transformada pelas experiências que viveu, está no centro da guerra que logo eclodirá. Depois de resgatar Julian de sua sentença de morte, Lena e seus amigos voltam para a Selva, cada vez mais perigosa. Enquanto isso, Hana, sua melhor amiga de infância, foi curada. Ela leva uma vida segura e sem amor junto ao noivo, o futuro prefeito. Às vésperas do casamento e da eleição - cujo resultado pode dificultar ainda mais a vida dos Inválidos -, Hana se questiona se a intervenção realmente tem efeito. Vivendo em um mundo dividido, Lena e Hana narram suas histórias em capítulos alternados. O que elas não sabem é que, em lados opostos da guerra, suas jornadas estão prestes a se reencontrar.
Editora: Intrínseca
Páginas: 304
Nota 2/5


Sinto-me como tivesse sido abandonada no meio de um relacionamento sério ecompras de exposições há um futuro brilhante.


O terceiro livro da série inicia com capítulos intercalados de narração entre Lena e Hanna achei genial a história contudo desde o início suspeitei que haviam poucas  para tanto que ainda deveria ser resolviresolvido. Onde Lauren estava com a cabeça quando decidiu terminal livro da maneira que encontramos? Todo e qualquer relacionamento que tinha antes adquirido com Delírio e assim com autora por ser o meu primeiro livro escrito por ela foi rompido no instante em que me deparei com final catastrófico de Réquiem.

Muitas das questões possivelmente solúveis esperadas para o final nào são realmente reveladas, a inconsistência da história tira qualquer leitor do sério que se você é daqueles que costuma ler a última linha do livro tenho certeza que desistiria da leitura muito antes de começar. Me atrevo ao dizer, que a autora simplesmente não sabia como terminar ou se cansou de escrever, como num relacionamento de altas expectativas desgastado pelas tentativas frustadas.

Enfim, não darei spoilers, só posso afirmar que recomendo sim a leitura, principalmente pra você que iniciou a série para que veja e sinta por si mesmo.

Beijos, Milla Almeida.


4 comentários:

  1. OI??? como assim? "Ela leva uma vida segura e sem amor junto ao noivo" como eles escolhem seus companheiros? e no livro mostra qual a cura o amor rsrs brinks.

    ResponderExcluir
  2. gente como é que alguém acaba uma história nas últimas páginas? bom, acho que dá p entender pq minha irmã lê as últimas páginas antes de ler um livro grande...
    ainda bem que eu li isso, eu tava enrolando p ler esperando sair os 3 livros (ai caiu naquela depois eu leio, depois) depois dessa eu vou desistir antes de começar...

    ResponderExcluir
  3. Olá, Milla.
    Ainda não comecei a ler a série, mas confesso que ela não me chama tanto a atenção. Me parece ser um livro bom, no máximo. E seu comentário sobre o fim da trilogia me desanimou um pouco mais.
    Acredito que não leria.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de julho. Serão dois vencedores.

    ResponderExcluir
  4. Milla!
    Não li a série ainda, mas terminar uma série de forma a decepcionar os leitores não é das melhores.
    Quem sabe mais para frente enfrento a leitura?
    “Não existe um caminho para a felicidade. A felicidade é o caminho.”(Mahatma Gandhi)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participe no nosso Top Comentarista!

    ResponderExcluir