20 novembro 2015

[Top 5] Dia da Consciência Negra



Dia 20 de Novembro é o dia da Consciência Negra que visa refletir sobre a introdução do negro na sociedade, esse data foi escolhida em homenagem a Zumbi dos Palmares, que morreu lutando pela liberdade do seu povo em 1965.
Hoje trouxe um Top 5 de livros com personagens negros.






Sinopse: Você acredita em amor à primeira vista?
Ele não.
Theodoro Santini, apesar de pertencer a uma família com uma confortável situação financeira, sempre apreciou as coisas simples da vida: família, amigos, uma cerveja gelada, sexo sem compromisso e sujar as mãos manejando a terra, criando jardins de tirar o fôlego.
O homem simples, de coração generoso, não sabe que suas verdades estão prestes a serem reconstruídas...
Ela tem um sonho.
Eva Martins nasceu em uma comunidade carente e se transformou em uma musicista respeitada e admirada.
Sua carreira está prestes a chegar ao topo, pois foi convidada para tocar na mais respeitada Sinfônica do mundo.
Em sua vida não há espaço para romance.
A música é o grande amor de sua vida.
Até que o destino decide desconstruir suas certezas.





Sinopse: Considerada a melhor narrativa já escrita sobre um dos períodos mais nebulosos da história americana, Doze anos de escravidão narra a história real de Solomon Northup, um negro livre que, atraído por uma proposta de emprego, abandona a segurança do Norte e acaba sendo sequestrado e vendido como escravo.
Depois de liberto, Northup publicou o relato contundente de sua história, que se tornou um best-seller imediato. Hoje, 160 anos após a primeira edição, Doze anos de escravidão é reconhecido como uma narrativa de qualidades excepcionais. Para a crítica, o caráter especial do livro deve-se ao fato de o autor ter sido um homem culto que viveu duas vidas opostas, primeiro como cidadão livre e depois como escravo.
“O livro nos encantou: a dimensão épica, o detalhamento, a aventura, o horror, a humanidade. Lia-se como um roteiro de cinema, pronto para ser filmado. Eu não podia acreditar que nunca ouvira falar nele. Pareceu-me tão importante quanto O diário de Anne Frank, só que publicado quase cem anos antes.” - Steve McQueen, diretor do filme 12 anos de escravidão.




Sinopse: Um dos romances mais adorados de todos os tempos, O sol é para todos conta a história de duas crianças no árido terreno sulista norte-americano da Grande Depressão no início dos anos 1930. Jem e Scout Fincher testemunham a ignorância e o preconceito em sua cidade, Maycomb – símbolo dos conservadores estados do sul dos EUA, empobrecidos pela crise econômica, agravante do clima de tensão social.
A esperta e sensível Scout, narradora da trama, e Jem, seu irmão mais velho, são filhos do advogado Atticus Finch, encarregado de defender Tom Robinson, um homem negro acusado de estuprar uma jovem branca. Mas não é só nessa acusação e no julgamento de Robinson que os irmãos percebem o racismo do pequeno município do Alabama onde moram. Nos três anos em que se passa a narrativa, deparam-se com diversas situações em que negros e brancos se confrontam.
Ao longo do livro, os dois irmãos e seu pequeno amigo de férias, Dill, passam por tensas aventuras, grandes surpresas e importantes descobertas. Nos episódios vividos ao lado de personagens cativantes, como Calpúrnia, Boo Radley e Dolphus Raymond, aprendem e ensinam sobre a empatia, a tolerância, o respeito ao próximo e a necessidade de se estar sempre aberto a novas idéias e perspectivas.



Sinopse: Depois de muito sofrer por suas escolhas erradas em relação aos homens, Deborah desiste de encontrar o homem ideal e passa a dedicar sua vida única e exclusivamente para ela mesma, seu trabalho e seus amigos. Ela não quer saber de romance e de namoro por algum tempo, mas querer nem sempre é poder.
Depois que passa a trabalhar na Academia onde Deb também trabalha, Diego começa a observá-la e vê que por baixo daquela cara de garota e de seu corpo sexy, existe uma mulher forte e determinada a ser feliz, mesmo que sozinha.
Mesmo se conhecendo há algum tempo, é durante uma festa que a atração se torna insuportável e Diego resolve conhecer melhor Deb. Ao mesmo tempo em que ele quer conquistá-la, ela quer fugir do conquistador e ex-amante de sua melhor amiga.
Atração, ciúme, paixão e uma pitada generosa de erotismo serão os temperos dessa história. Será que Deb vai acreditar nos sentimentos de Diego? Será que Diego vai abrir mão de seus sexos casuais, para ser fiel a uma única mulher? Descubra isso nos capítulos de As Cores do Amor, o segundo livro da série As Fases do Amor.




Sinopse:

Kiron é um homem orgulhoso de sua origem, afinal sua pátria é considerada o berço da civilização ocidental, da filosofia, da literatura e da democracia.
Tragédia, para ele, não era uma expressão que resumia as lendas dos mitos e deuses gregos. Era seu legado, corria em seu sangue, fazia parte da sua história.
Assim como os demais membros do esquadrão secreto e independente, especializado em combate armado, rastreamento, vigilância, tecnologia civil e militar, ele não possuía um nome, apagara seu passado e abrira mão de um futuro. Em cada missão recebia uma nova identidade. Era um fantasma, disposto a arriscar sua vida para fazer o trabalho que outros não conseguiram.
Era um mercenário.
Isadora Baptista, ou Dora Baptista como é conhecida no mundo da dança, é uma mulher feita de paixão, determinação e fibra.
Filha mais nova de um major das forças armadas e uma contadora, com dois irmãos mais velhos também militares, aprendeu desde muito jovem a lutar por seus sonhos, a batalhar arduamente por suas conquistas.
Dora desafiou todos que disseram que uma bailarina negra não teria futuro no balé, fosse clássico ou contemporâneo. Uma mulher decidida a romper preconceitos e a mostrar que talento, ousadia e coragem não têm cor.




5 comentários:

  1. Que lindo! Já tive o prazer de ler o Meu Destino é Você e estou acompanhando o Prefácio de um amor. São livros lindos e especiais. Nos dias de hoje, infelizmente, ainda têm gente julgando o outro pela cor da pele. O mundo precisa de consciência, somos seres humanos, e ponto final!
    Parabéns pela matéria e indicações!

    ResponderExcluir
  2. Que lindo! Já tive o prazer de ler o Meu Destino é Você e estou acompanhando o Prefácio de um amor. São livros lindos e especiais. Nos dias de hoje, infelizmente, ainda têm gente julgando o outro pela cor da pele. O mundo precisa de consciência, somos seres humanos, e ponto final!
    Parabéns pela matéria e indicações!

    ResponderExcluir
  3. Eu não conhecia nenhum dos livros citados por você, Olívia. Entretanto a proposta da relação com o dia da Consciência Negra foi incrível, precisamos de mais destaque para esta data. Fiquei interessado em As Cores do Amor.
    Consumidor de Sonhos

    ResponderExcluir
  4. Que legal!
    Li Meu destino é você, Doze anos de escravidão e estou acompanhando as postagens de Prefácio de um amor.
    Acho triste que ainda hoje as pessoa continuem sendo julgadas pela cor de sua pela...
    Parabéns pelas indicações. E continuemos na luta!

    ResponderExcluir
  5. Olá! Essa consciência deve ser lembrada todos os dias.
    Nunca li um livro sequer da sua lista, mas li as sinopses e alguns me chamaram atenção.
    Estão todos anotadinhos.

    Bjux.
    Diego, Blog Vida e letras
    www.blogvidaeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir