16 janeiro 2016

Top 5: Sick-lit







Sinopse: O livro conta a história de Auggie, um menino que nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial. Em um manifesto em favor da gentileza, ele enfrenta uma missão nada fácil quando começa a frequentar a escola pela primeira vez: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros.



Sinopse: Sam ama fatos. Ele é curioso sobre óvnis, filmes de terror, fantasmas, ciências e como é beijar uma garota. Como ele tem leucemia, ele quer saber fatos sobre a morte. Sam precisa de respostas das perguntas que ninguém quer responder. ”Como Viver Eternamente”, é o primeiro romance de uma extraordinária e talentosa jovem autora. Engraçado e honesto, este é um livro poderoso e comovente, que você não pode deixar de ler. A autora tem apenas 23 anos e embora seja seu primeiro livro, ele está sendo lançado em 19 países, dirigido a crianças, adolescentes e adultos. 



 Sinopse: Ethel diz estar morrendo. Contudo, não afirma isso apenas em razão de sua doença. Talvez a única certeza de nossa existência seja a morte, o fato de que ela chega para todos. Mas nem por isso deixa de ser a maior incógnita da vida.
Em um hospital, em meio à dor das histórias dos pacientes, Ethel encontrou amigos. Entre passeios em cemitérios, frequentando velórios e enterros de estranhos, ela tenta preparar a si e aqueles que ama, para o que parece estar ali tão próximo, o fim. Entretanto, não esperava enfrentar algumas surpresas que a fizessem duvidar de tal preparação.
As estatísticas ruins, a inexorável passagem do tempo. Onde reside a lógica disso que nos arranca pedaços, da súbita inexistência do que outrora era vívido e pulsante? Um corpo que jaz. Palavras que se perdem. A finitude de tudo o que é tão belo talvez seja a maior dor do mundo.
Uma vida para sempre é um compilado de desejos, pensamentos e dias.
Quanto dura o para sempre?
Ethel descobriu.



Sinopse: Tessa é uma menina de 16 anos que tem uma doença incurável. Diante de seu imutável destino, ela organiza uma lista com o que gostaria de fazer antes de sua morte e parte em busca de realizá-la: se apaixonar, ter a primeira relação sexual, dirigir escondida, roubar coisas numa loja... viver o tempo que resta. Um tema doloroso, passado com leveza e doçura, em um texto verdadeiro e tocante, sem ser piegas.




Sinopse: Hazel foi diagnosticada com câncer aos treze anos e agora, aos dezesseis, sobrevive graças a uma droga revolucionária que detém a metástase em seus pulmões. Ela sabe que sua doença é terminal e passa os dias vendo tevê e lendo Uma aflição imperial, livro cujo autor deixou muitas perguntas sem resposta. Essa era sua rotina até ela conhecer Augustus Waters, um jovem de dezessete anos que perdeu uma perna devido a um osteosarcoma, em um Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. Como Hazel, Gus é inteligente, tem senso de humor e gosta de ironizar os clichês do mundo do câncer - a principal arma dos dois para enfrentar a doença que lentamente drena a vida das pessoas. Com a ajuda de uma instituição que se dedica a realizar o último desejo de crianças doentes, eles embarcam para Amsterdã para procurar Peter Van Houten, o autor de Uma aflição imperial, em busca das respostas que desejam.


8 comentários:

  1. Como viver eternamente é um livro que achei bem bonitinho!
    Os outros não li.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  2. Eu perdi uma promoção de uma vida para sempre e confesso estar chateada até hoje por isso. Li extraordinário e é meu amorzinho. A Culpa é das Estrelas muita gente fala mal, mas confesso eu amo. Eu me emocionei.

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Extraordinário, estou doida pra ler, pois só vejo resenhas positivas, A culpa é das estrelas, já li e confesso que sofri junto com Hazel e o Guz(chorei demais). Os outros eu não conheço.
    Bjin
    http://reinoliterariobr.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Muito curiosa para ler o Extraordinário. :D

    ResponderExcluir
  5. Oi <3
    Eu curto bastante o gênero, mas às vezes os livros possuem algumas coisas que me irritam bastante, como estereótipos sem graça, machismo, clichês e melosidade exagerada. Dos livros que citou, não li nenhum, mas quero muito ler "Antes de Morrer", parece ter uma história linda e tocante.

    Abraços,
    Karina do blog Eu e Minha Cultura.

    ResponderExcluir
  6. Olá, eu adorei o seu top 5, eu não li apenas dois desses livros e os que eu li eu gostei muito, principalmente Extraordinário e Como viver eternamente, foram leituras excepcionais para mim!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  7. Oii! Desses que você citou, eu li apenas ACEDE e gostei bastante. Tenho vontade de ler Extraordinário e Como viver eternamente...

    Beijos
    http://albumdeleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Quero muito ler Extraordinário, todo mundo fala tão bem dele!

    ResponderExcluir